Estilo de Cozinha: Como fazer as melhores escolhas?

Decorati / Publicado em 30/03/2018

Compartilhe:

Cozinha é um ambiente muito funcional e que precisa nos atender da melhor maneira possível. Dessa forma, demanda muita atenção na hora de projetá-la.

Por isso, se você está reformando ou decorando e tem dúvidas de qual seria melhor estilo de cozinha para suas necessidades, iremos te ajudar nessa escolha te apresentando diversas possibilidades de armários, tipos de uso, estilos e propostas.

1. Estilo

Para pessoas que moram sozinhas ou apenas um casal, as cozinhas integradas e compactas são ideais. Na Decorati, o arquiteto Rafa Mellark já projetou uma cozinha nesse estilo para o Gabriel Perazzo. Veja as imagens abaixo:

                             

A cozinha é toda compacta, com armários pequenos e aéreos. Há uma bancada para refeições rápidas que atende tanto a cozinha como a sala.

Para apartamentos maiores e grandes famílias, uma cozinha em ilha torna o ambiente mais aconchegante e agradável para o preparo de refeições e convívio.

                                        

2. Armários

Os armários são responsáveis pela armazenagem dos mantimentos e produtos, com uma finalidade muito prática: devem ser adequados para as necessidades do morador. Por conta disso, é importante levar em conta suas dimensões.

Para grandes famílias, deve-se considerar a quantidade de louças e utensílios para planejar a quantidade de portas e profundidade dos armários.

Para cozinhas pequenas, o ideal são os armários aéreos que chegam ao teto, pois liberam espaço no chão e para móveis de piso, como o gabinete da pia ou outros armários. É preferível adquirir aqueles mais compactos.

 

3. Funcionalidades para sua rotina

Uma bancada para refeições rápidas pode ser uma ótima solução pra quem não tem muito espaço reservado para a cozinha e também não costuma almoçar ou jantar em casa. No caso da imagem, ela é ainda melhor, já que é embutida, liberando espaço quando não estiver sendo utilizada.

Pra quem curte vinhos e bebidas, uma ótima dica é instalar um frigobar na cozinha. Esses elementos não ocupam muito espaço e acabam sendo muito úteis pra quem gosta de oferecer jantares ou encontros sociais no apê.

 4. Materiais

Aço

As cozinhas em aço, geralmente, possuem uma boa durabilidade. É preciso tomar cuidado com umidade e com a qualidade do aço para não enfrentar problemas com o material. Cozinhas no estilo industrial ou escandinavo são ideais para receberam gabinetes ou armários desse material.

Madeira

Um dos dois materiais mais utilizados em armários de cozinha são o MDP e o MDF, já que possuem um custo beneficio muito bom.

MDP

O MDP, por ser um material granulado e menos denso, deixa a desejar em resistência, além de empenar com mais facilidade por ter mais material agregado.

MDF

O MDF, por ser uma madeira mais densa, tem melhor fixação dos pregos e é mais flexível do que o MDP, aguentando mais peso.

Os acabamentos utilizados nos móveis são a laca ou BP (mais conhecido como fórmica).

  • A laca é um acabamento muito utilizado para revestir móveis de madeira ou MDF, se tratando de uma pintura espessa que reveste completamente as superfícies de madeiras e MDFS, proporcionando um acabamento 100% liso e escondendo qualquer textura da madeira natural.
  • O BP é um papel decorativo que é colado na base de MDF ou Aglomerado e possui diversas cores e estampas. É muito utilizado como revestimento para móveis.

5. Revestimentos

Os revestimentos da cozinha devem ser resistentes à umidade e de fácil manutenção. Por isso, é muito frequente utilizarem revestimentos frios, como pastilhas, azulejos, cerâmicas ou porcelanatos.

Em uma cozinha projetada pela nossa decorete Maíra Lima, foi utilizada laca vie nos armários e de revestimento na parede uma cerâmica hexagonal branca, da Portobello!

 Azulejos na cozinha facilitam muito a limpeza pesada e geram um efeito super bonito, principalmente nas bancadas.

As pastilhas são delicadas e modernas, possibilitando criar efeitos divertidos nas bancadas, além de contribuírem para a limpeza.

6. Equipamentos

 Coifa X Depuradores

Para pessoas que possuem cozinha integrada e costumam cozinhar muito em casa, elas são indispensáveis.

 A coifa precisa ser instalada com o duto de saída, pois elimina o ar e a fumaça para fora do ambiente. Por isso, sua capacidade de odores é 90%, sendo mais eficientes que o depurador. A vantagem é que ela oferece designs para a parede e para cozinhas em ilhas, no entanto costumam ser um pouco mais caras.

Já o depurador funciona como um exaustor: ele apenas retém a gordura no filtro. A fumaça e o calor são expirados novamente para o ambiente. A capacidade de eliminação de odores é de 50%, sendo ideais para cozinhas onde não é possível instalar o duto de saída das coifas.

Nesse caso, a coifa foi utilizada como um elemento de destaque. O revestimento da parede acompanha a coifa e se diferencia onde ela está instalada.

Já nessa cozinha, que preza pela economia de espaço, ela é mais discreta e compacta, apenas cumprindo o seu papel de aliviar o cheiro e fumaça.

As coifas ou defumadores precisam de maiores cuidados na instalação e é preciso levar muitos fatores em consideração. Por isso, procure a orientação de um especialista.

7. Torre de eletros embutidos X Tudo separado

Os eletrodomésticos embutidos em uma torre são uma ótima solução pra quem busca praticidade e modernidade, mas não podemos esquecer que é necessário um planejamento. Por isso, se quer investir em uma cozinha como essa, consulte um especialista.

Elas são ideais para cozinhas menores, pois ajudam na distribuição e aproveitamento do espaço e colaboram para a limpeza, já que não formam cantos de difícil acesso que acabam acumulando sujeira. Veja algumas ideias que separamos pra vocês.

Os eletrodomésticos separados são melhores no quesito manutenção, já que suas tubulações são mais acessíveis em caso de falhas. Veja algumas imagens.

E aí, conseguiu decidir quais são as melhores opções para você? Conta pra gente nos comentários! 🙂

orçamento-reforma

Confira também na Decorati