Decoração de quarto de bebê | Dicas, ideias e erros que você não pode cometer

Decorati / Publicado em 08/02/2020

Compartilhe:

Com a chegada de um novo membro na família, é normal que os pais se preocupem com a decoração de quarto de bebê.

Para garantir que o pequeno tenha uma boa noite de sonho e se sinta confortável em seu quarto, é preciso pensar no layout dos móveis, cores, revestimentos, e muito mais. 

Ainda bem que os papais e mamães não estão sozinhos nessa missão! Nesse texto, você vai descobrir as melhores dicas e ideias para decoração de quarto de bebê, e ainda conferir 5 erros que você não pode cometer no layout desse ambiente. 

Passo a passo para  fazer a decoração de quarto de bebê perfeita

Primeiro passo: estilo de decoração 

O estilo de decoração vai guiar muitos elementos dentro do quarto do bebê. É por isso que tomar essa decisão é o primeiro passo para decorar o espaço do pequeno com o pé direito. 

Você também pode não escolher um estilo principal e trabalhar com uma mistura de cores no quarto. O ideal é que você escolha de dois a três tons diferentes e eles irão guiar a o layout, o enxoval, a iluminação, etc.

Muitos pais preferem saber qual é o sexo do bebê para depois pensar na decoração do quarto. Mas, se você prefere ir adiantando as coisas, existem diversos estilos que podem se adaptar facilmente a ambos os gêneros, sem perder a carinha de quarto de bebê. 

Alguns dos estilos que mais combinam com decoração de quarto de bebê são:

  • Provençal 
  • Clássico 
  • Retrô 
  • Natureza/campo/safari 
  • Esportivo 
  • Navy/naútico 
  • Moderno 
  • Abstrato 
  • Personagens 

Hoje em dia, está cada vez mais em alta misturar dois estilos de decoração em um mesmo ambiente. No quarto de bebê, é ainda mais simples uni-los. 

Segundo passo: móveis e layout 

Como as plantas de apartamentos estão diminuindo cada vez mais o segundo quarto, é necessário focar em três móveis principais para a decoração de quarto de bebê: cômoda com trocador, berço e cadeira de amamentação. Dessa forma, você tem tudo que precisa sem prejudicar a circulação e criar uma poluição visual no ambiente. 

Se você tiver mais espaço no local, com certeza pode preenchê-lo com outros móveis importantes e que podem ser usados posteriormente quando o bebê crescer. Alguns exemplos são guarda-roupa, mesinha de cabeceira ou um sofá cama. 

Pensar a longo prazo dentro da decoração de quarto de bebê pode significar economia e evitar perda de tempo e espaço no futuro. Assim que o seu filho fizer o primeiro aniversário, a quantidade de roupas e objetos irão aumentar consideravelmente. 

Sendo assim, é legal pensar em um espaço a mais além da cômoda. Ideias bastante utilizadas na decoração de quarto de bebê são os baús e os caixotes. Outras opções são prateleiras e nichos.

Terceiro passo: cores

A cromoterapia é o estudo das cores e como elas podem interferir na vida dos seres humanos. Por isso, entender um pouco sobre o assunto pode te ajudar a escolher as melhores cores para decoração de quarto de bebê.

O azul e rosa claros, assim como outros tons pastéis e bebês são mais indicados para esse ambiente. Elas transmitem calma e tranquilidade, além de valorizarem a iluminação natural. 

As cores que devem ser evitadas são vermelho, laranja e amarelo. Também não é bom usar cores saturadas ou em uma tonalidade mais vibrante, mesmo que sejam cores mais frias, como azul, verde e roxo. Se forem aplicadas desse jeito em grande quantidade, podem acabar prejudicando o sono do bebê. 

Claro que não é impossível usar essas cores na decoração de quarto de bebê. Para garantir uma boa noite de sono para o pequeno, é só misturar o preto, cinza ou azul com tons mais claros, dando profundidade ao ambiente. 

Falando nelas, as cores neutras, como preto, branco e cinza, podem ser usadas na decoração de quarto de bebê. Se você acha que o ambiente vai ficar sem vida, é só misturá-las com outros tons. O cinza e rosa, por exemplo, é uma combinação de cores moderna e sofisticada. 

Quarto passo: iluminação 

Com tantas coisas bonitinhas para colocar na decoração de quarto de bebê, a iluminação é um ponto que não acaba ganhando muita importância, o que pode ser um erro. 

Usar a dimerização no quarto de bebê vai mudar a sua vida! O dimmer é um circuito elétrico que possibilita arrumar a intensidade da luz das lâmpadas, de forma individual ou como um todo. 

Poder mudar a intensidade da luz quando o neném está dormindo ou quando está fazendo alguma atividade irá aumentar a qualidade de vida do bebê. O ideal é que o dimmer esteja instalado em um ponto central no quarto. 

Em cima do berço, o mais indicado é usar iluminação indireta, seja dentro da sanca ou então no cortineiro. Isso faz com que o bebê não seja ofuscado pela luz enquanto estiver dormindo ou descansando. 

As arandelas são tipos de luminárias que são fixadas nas paredes e também têm luz indireta. 

A luz direta deve ser usada na decoração de quarto de bebê somente para colocar em evidência algum detalhe no ambiente, como os itens decorativos colocados dentro do nicho, por exemplo. 

Usar abajures em cima da mesinha de cabeceira irá trazer um clima de tranquilidade na hora da amamentação.

As lâmpadas LED são as mais indicadas por não serem tão intensas. Se você for usar lâmpadas fluorescentes ou halógenas, use a iluminação indireta. 

Uma tendência que está fazendo a cabeça de muitas mamães e papais é fazer um céu estrelado no teto do quarto de bebê feito com fibra óptica. Para ter esse resultado na decoração de quarto de bebê, é preciso contratar um profissional especializado, pois alguns eletricistas não possuem as habilidades necessárias.

As cortinas são essenciais no quarto de bebê para bloquear o excesso de luz natural, principalmente se o berço estiver perto da janela. Nesse caso, use caixas-guias ou blackouts para impedir que os raios de sol entrem nas primeiras horas do dia. 

Quinto passo: piso 

Você pode colocar diversos pisos na decoração de quarto de bebê, como porcelanato, cerâmica ou madeira, por exemplo. 

Porém, alguns pais acreditam que a melhor opção seja o piso vinílico, pois é feito de um material mais macio, o que não vai machucar o bebê quando ele começar a engatinhar, além de ser um material resistente a água.

Se você gostou dessa opção, mas já tem um piso no quarto do seu bebê, não tem problema! A aplicação do piso vinílico é algo bem simples, tanto que ele pode ser colado em cima de qualquer outro piso que já esteja no local, com um acabamento fino e sem partes mais altas do que as outras. 

Mesmo que você não gostar do resultado, é super fácil voltar ao piso original. É só remover as placas e passar solvente para retirar as marcas de cola.

Para quem ainda está preocupado com a fase de engatinhar e andar, uma boa opção é  colocar tapetes de fibra natural ou papel hipoalergênico. 

Sexto passo: paredes

Se você prefere pintar as paredes do quarto do bebê, use tinta a base de água. Nunca se sabe se o neném pode nascer com algum tipo de alergia a esse material, então é melhor garantir. 

Porém, existem vários outros tipos de revestimento perfeitos para decoração de quarto de bebê. 

O papel de parede, por exemplo, pode ser colocado no quarto todo, em apenas uma parede, ou em meia parede, dividindo o espaço por um rodameio com a pintura. Os rodameios podem ser feitos por um marceneiro ou podem ser encontrados em lojas especializadas. 

Para quem ama o estilo provençal ou clássico, um elemento importante e que dá um belo destaque a parede são os lambris. Eles são aplicados apenas em meia parede e deixam o quarto de bebê mais aconchegante. É bem raro encontrá-los em lojas, então peça para um marceneiros de confiança fazer os seus. 

Outra forma de dar conforto para decoração de quarto de bebê nesses estilos são os estofados. Você pode ter diversos acabamentos dependendo do tecido escolhido, como liso, capitonê ou matelassê. 

Quem é apaixonado por arte, vale a pena contratar um artista para fazer um desenho personalizado na parede do quarto de bebê. Ele pode ser feito spray, caneta posca ou tinta acrílica. 

Uma outra opção parecida é fazer desenhos com as informações do nascimento do bebê, como dia e local do parto, peso, significado do nome, etc. Se você não quiser contratar um artista, uma gráfica pode fazer um adesivo personalizado. 

Sétimo passo: itens de decoração 

Mesmo não sabendo ainda quais vão ser os gostos pessoais do neném, os itens de decoração são responsáveis por dar personalidade na decoração de quarto de bebê.

Eles devem ser comprados depois de você já ter escolhido as cores principais para a decoração de quarto de bebê. Assim, você não corre o risco de eles não combinarem entre si. 

A melhor opção é colocá-los em prateleiras ou nichos, para poupar espaço e usar as partes aéreas do ambiente. 

Para evitar acidentes no quarto, principalmente quando o bebê crescer e começar a andar, é preciso fixar as prateleiras ou nichos 1,20m acima do chão. Quadros e pôsteres devem seguir a mesma medida.

Algo que as mães e pais adoram fazer é o enxoval do neném. Ele também faz parte da decoração do quarto de bebê e deve combinar com as cores escolhidas para esse ambiente. 

Uma opção bem legal é escolher um enxoval em tons mais claros e neutros e colocar as cores mais fortes nas almofadas. Além das cores, formatos diferentes dão um toque todo especial às peças, como formas geométricas ou bichinhos, por exemplo. 

O legal das almofadas é que elas dão mais vidas aos móveis que são mais funcionais, como o berço, sofá-cama ou cadeira de amamentação. 

5 erros que você não deve cometer na decoração de quarto de bebê

Comprar o berço antes de medir o móvel e o quarto 

Antes de escolher o berço perfeito para a decoração de quarto de bebê, é necessário se ele irá caber dentro do espaço sem prejudicar a circulação no ambiente. 

Além disso, existem diversos modelos que podem ser transformados em outros móveis no futuro, como uma cama ou uma escrivaninha. Isso é ótimo, pois pode te ajudar a economizar. 

Não cuidar dos móveis antigos 

É bem comum que um berço ou outros móveis de quarto de bebê acabem passando para irmãos ou primos da mesma família. É ótimo para quem está precisando cortar alguns gastos, mas é preciso verificar se o móvel não apresenta nenhum dano. 

Caso você perceba algo que possa machucar o bebê, vale a pena investir em uma pintura nova, mudança de layout, mudar o acabamento, trocar o estofamento, etc. Dessa forma, você garante que o seu móvel dure por mais tempo. 

Não colocar a segurança em primeiro lugar 

Por mais que seja gostoso escolher a decoração do quarto de bebê, não podemos esquecer que a segurança está em primeiro lugar nesse ambiente. 

Não colocar a tela na janela pode permitir que acidentes aconteçam. Além de aumentar a segurança no quarto do bebê, a tela impede que insetos indesejáveis entrem no cantinho do seu pequeno. 

Esquecer de otimizar o seu tempo 

Não é fácil manter o apartamento limpo e arrumado com um bebê em casa. Por isso, você deve escolher uma decoração de quarto de bebê que não seja difícil de limpar.

Uma área que acumula muita sujeira nesse ambiente é o piso. Escolha os laminados ou os de madeira, pois são os mais fáceis de fazer a manutenção. 

Berço vs. Ventilação 

Se você optar por colocar um ar condicionado no quarto do bebê, escolha o local onde o berço vai ficar antes. 

É importante que o ar condicionado seja instalado na cabeceira do berço. Do contrário, o retorno da ventilação pode causar algum problema de saúde no pequeno.

Está pronto para fazer a melhor decoração de quarto de bebê de todas? Um dos estilos de decoração mais em alta para esse ambiente é o quarto de bebê montessoriano. Não sabe o que isso significa? Esse vídeo do canal Obra Café explica tudo para você!


Se precisar de dicas para decorar outros ambientes do seu apartamento, não deixe de acompanhar o Blog e o Instagram da Decorati!

Confira também na Decorati